Bacelar alerta para risco de monopólio dos jogos

O coordenador da Frente Parlamentar Mista pela Aprovação do Marco Regulatório dos Jogos, deputado federal Bacelar (Podemos/BA), alertou os colegas para o risco da criação de um monopólio de cassinos no Brasil, com a liberação apenas dessa modalidade de jogos de azar.

Segundo o deputado, setores da Câmara e da imprensa estariam se articulando para a implantação de cassinos-resorts integrados no país, que seriam administrados por grandes corporações norte-americanas. “Tenho percebido que a movimentação é legalizar apenas três cassinos. Querem entregar o monopólio do jogo no Brasil para investidores dos Estados Unidos e empurrar o mercado não regulado para estruturas criminosas, o que seria um absurdo. Não podemos deixar que isso aconteça”, declarou.

Bacelar citou estudos que apontam a movimentação de R$ 60 bilhões de reais por ano, no Brasil, envolvendo cassinos, jogo do bicho, caça-níqueis e apostas on-line, sendo que os cofres públicos deixam de arrecadar mais de 20 bilhões. A legalização retiraria os jogos da clandestinidade, com a garantia de arrecadação e geração de milhares de empregos. “Nós estamos perdendo dinheiro. Esses bilhões poderiam ser investidos em educação, saúde e segurança pública. Além dos tributos, a legalização pode gerar mais vagas de trabalho e incrementar o turismo. Não podemos fechar os olhos para isso. A proteção do cidadão dos efeitos nocivos do jogo clandestinos”.