Bacelar entra com ação no MP contra movimento Escola sem partido

Na data em que se comemora o Dia Internacional da Educação, nesta terça-feira (28), o deputado Bacelar (BA) ingressou com uma representação no Ministério Público Federal contra o movimento “Escola sem Partido”. Indignado com as ameaças que o grupo conservador fez aos professores, pelo twitter, o parlamentar baiano pediu que o MP tomasse as medidas judiciais cabíveis.

No último sábado (25), após a decisão do Supremo Tribunal Federal pela inconstitucionalidade de projeto de lei defendido pelo Escola sem Partido, o movimento fez uma publicação em sua página do twitter que sugeria que os pais fizessem justiça com as próprias mãos para defender a integridade psíquica e moral dos seus filhos e o direito sagrado de educá-los. O post terminava com a ameaça: “Professores que se cuidem”.

Para Bacelar, este tipo de ameaça estimula a violência contra os professores, fere a liberdade de cátedra e a liberdade de aprender. “A educação brasileira precisa evoluir e corrigir os problemas existentes, e essa evolução requer a valorização da classe dos professores” afirmou.