Covas propõe que suplente seja escolhido pelo concorrente direto mais votado

Uma das principais bandeiras do candidato ao Senado pelo Podemos, Mario Covas Neto, foi destaque no UOL Eleições 2018 ontem (28).  A figura do suplente de senador foi colocada em xeque nas matérias ‘Suplente de senador pode assumir 8 anos de mandato sem um único voto’ e ‘Líderes ao Senado em SP não descartam ceder vaga a suplente sem experiência’, assinadas pela jornalista Janaina Garcia.

“Minha ideia é propor logo de cara que o suplente de senador seja escolhido pelo concorrente direto mais votado”, afirmou Covas Neto ao UOL. “É muito difícil ao homem público que tenha a oportunidade de executar políticas públicas no Executivo (como ministro ou secretário, por exemplo) e se negar a isso”, resumiu o candidato.

A proposta de Covas é simples. Ele pretende sugerir uma alteração nas leis para que o segundo candidato mais votado nas eleições assuma sempre que o vencedor não quiser o cargo. “É uma questão de legitimidade, justiça e respeito ao eleitor”, defende Mario Covas.

Covas é candidato ao Senado pelo Podemos com o número 191. Ele integra a coligação “São Paulo Confia e Avança”, formada pelos partidos Podemos, PSB, PSC, PPS, PTB, PV, PR, PMB, PHS, PPL, PRP, Patriota, Pros, Solidariedade e Avante. Covas tem 59 anos, é advogado e, em 2016, foi reeleito vereador nas eleições da capital paulista com 75.583 votos, a quinta maior votação entre os concorrentes.