Deputado Roberto de Lucena defende venda de milhares de imóveis de uso da União

O deputado federal Roberto de Lucena (PODEMOS/SP) teve acesso a dados enviados pelo Ministério da Economia que mostram que há 50.814 imóveis de uso especial sob gestão da Secretaria de Patrimônio da União, do Governo Federal. Os valores somavam R$ 654 bilhões no final de 2018 no balanço da União.

Em valores de mercado atualizados, esses imóveis já valem bem mais e poderiam ajudar no rombo da Previdência. Estão incluídos aí os imóveis pertencentes ao INSS e ao Regime Geral da Previdência Social (RGPS).

“Se o relator da Reforma da Previdência estima uma economia de R$ 913 bilhões em 10 anos, temos aí uma variável que já cobriria o eventual rombo da Previdência e ainda sobraria dinheiro”, disse, nesta segunda-feira (24). “Precisaríamos colocar essa extraordinária carteira no mercado de títulos imobiliários”, sugeriu Lucena.

Dados sobre os imóveis foram obtidas por meio de um requerimento de informações enviado por Lucena ao Ministério. O deputado é favorável à Reforma da Previdência, mas com ajustes. “Ela precisa ser, principalmente, justa com os trabalhadores, os idosos e as pessoas mais pobres”, defende.