Eduardo Girão defende a Lava Jato e pede o fim do Foro Privilegiado em evento contra corrupção

O senador Eduardo Girão (CE) participou nesta terça-feira (08/12), do seminário “Corrupção – do seu conceito às suas tipologias”, promovido pela Frente Parlamentar Ética contra a Corrupção. A frente conta com mais de 200 parlamentares e foi criada em 2019 com o objetivo de unir forças dentro e fora do Congresso Nacional para implementar reformas que incrementem as ferramentas sociais, jurídicas e econômicas de prevenção e enfrentamento à corrupção.

O evento ocorreu na véspera do dia Internacional de Combate à Corrupção, 09 de dezembro, e contou com a participação do Ministro da Controladoria Geral da União, Wagner Rosário, o desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região João Pedro Gebran Neto, o procurador da República Eduardo El Hage, e a delegada da Polícia Federal, conhecida pela atuação na Operação Lava Jato, Érika Mialik Marena.

Na ocasião, o parlamentar cearense ressaltou a importância da Operação Lava Jato e o papel do Legislativo em elaborar leis que contribuam no enfrentamento a corrupção.

“Há vários projetos parados no Congresso que precisam ser aprovados com celeridade, como o fim do foro privilegiado, o retorno da prisão após condenação em 2° instância e os que dobram a pena para crimes de corrupção. Um dos projetos, inclusive é de autoria da presidente da Frente, a deputada Adriana Ventura, o PL 1482/20, que já foi aprovado na Câmara e está há mais de 3 meses parado no Senado. Continuaremos empenhados cobrando a votação desses projetos. Temos que acabar com a impunidade no nosso país”, ressaltou.

Assista a participação do senador pelo link: https://youtu.be/t0k5ClGbBpk

Fonte: ASCOM – Senador Eduardo Girão.