Emendas do Podemos em defesa dos professores, trabalhador rural e deficientes carentes são acolhidas pelo relator da Previdência

A bancada do Podemos na Câmara garantiu uma importante vitória à sociedade brasileira na discussão da proposta da Reforma da Previdência. As emendas da bancada em defesa dos professores, trabalhador rural e deficientes carentes foram acolhidas pelo relator da Previdência, deputado federal Samuel Moreira (PSDB-SP).

Nesta quarta-feira (12), o parlamentar confirmou que serão mantidas as regras atuais para aposentadoria rural, Benefício de Prestação Continuada (BPC), e que irá propor a redução na idade para aposentadoria dos professores, de 55 para mulheres e 57 para homens.

A proposta da reforma da Previdência, apresentada pelo governo Bolsonaro, previa para aposentadoria de professores tempo de contribuição para homens e mulheres em 30 anos, e estabelecia idade mínima de 60 anos para esses profissionais.

Desde que a proposta da Reforma foi enviada ao Congresso, o Podemos anunciou que só votaria o projeto caso esses pontos (aposentadoria rural, BPC e professores) fossem revistos.

“Somos favoráveis à Reforma, mas com alterações. Um dos pontos prioritários para o Podemos sempre foi a questão dos professores. A reforma da Previdência tem que servir à população, e não para um governo. E quando você fala de população e fala de futuro, isso passa pela educação”, defende Renata Abreu.