Lasier cita depoimento de Palocci e revelação de que BNDES gastou 500 bilhões com projeto corrupto de poder

O senador Lasier Martins criticou em Plenário, na sessão realizada nesta quinta-feira (04/07), o envio de dinheiro do BNDES a “países de índole socialista e de governos ditatoriais”. Segundo disse o senador do Podemos gaúcho, nada menos que R$ 500 bilhões teriam sido enviados pelo banco. Os dados foram mencionados durante o depoimento secreto do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci à CPI das práticas ilícitas no âmbito do BNDES, da Câmara dos Deputados.

“As revelações de Palocci podem até ter surpreendido alguns, mas é claro que não são de estranhar, considerando as transferências diretas do Tesouro Nacional ao banco estatal, voltadas a empresários corruptos e governos ditatoriais no exterior, a serviço do enriquecimento de corruptos e de um projeto de poder que pretendia se perpetuar, tudo em prejuízo do povo brasileiro”, disse o senador gaúcho.

Os desvios de recursos financeiros que podem ter acontecido no âmbito do BNDES e que são investigados pela CPI vão superar em valores os esquemas de corrupção conhecidos como Petrolão e Mensalão, afirmou Lasier Martins.

(com informações da Agência Senado)

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado