“Não é só a Lava Jato que está em julgamento no STF, mas o sonho de um novo Brasil livre da corrupção”, avaliam parlamentares do Podemos

Mais do que a Lava Jato, a esperança de um país livre da corrupção é o que está em julgamento nesta quinta-feira (26) no Supremo Tribunal Federal. Essa é a avaliação dos senadores do Podemos sobre um pedido em discussão na Suprema Corte brasileira que pode levar à anulação de 32 sentenças da Operação Lava Jato.

Para os parlamentares do Podemos, a analise do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o pedido de anulação de condenação de Márcio Ferreira, ex-gerente da Petrobras, condenado por Sergio Moro por corrupção e lavagem a 10 anos de prisão, abre margem para que mais pedidos como este sejam feitos e descaracterize as realizações da operação no combate à corrupção.

O senador Alvaro Dias (PR), líder do Podemos no Senado, afirma que a operação tem sofrido atos de conspiração e é preciso dar atenção aos novos passos deste julgamento que já foi retomado nesta quinta-feira (26).

“Edson Fachin deu o primeiro voto para manter viva a esperança de que a Lava Jato não será enterrada. Nós temos que defender a Lava-Jato, Sérgio Moro, Deltan Dallagnol, a Polícia Federal e o Ministério Público. Nós temos que defender a boa justiça”, dispara Alvaro Dias.

Para o senador Reguffe (Podemos-DF), a operação lava jato é uma grande conquista da nação brasileira e não pode sofrer retrocessos.

“Antes da operação lava jato era raro a gente ver gente com dinheiro e poder indo pra cadeia. Quem se levanta contra a lava jato é gente que quer proteger ilicitudes neste país. Nós temos que defender aqueles que estão combatendo a corrupção. As pessoas de bem tem que defender sim a Operação Lava Jato”, afirma Reguffe.

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) acredita que o combate às ações que querem promover o desmonte da Lava Jato exige empenho e dedicação dos parlamentares e da nação brasileira.

“Nós vamos fazer nossa parte custe o que custar. Precisamos do apoio de vocês (brasileiros). A limpeza tem que ser geral. Já foram 13 bilhões de reais do dinheiro de vocês recuperados pela Operação Lava Jato. Tem muito mais dinheiro e também tem mais gente pra prestar conta do que fez de errado”, reforça Girão.

O Podemos vê com muita preocupação decisões do STF como a que anulou a condenação de Aldemir Bendine, ex- presidente do Banco do Brasil e da Petrobras, que foi condenado pelo então juiz Sérgio Moro.
Segundo juristas, uma suposta anulação da condenação de Márcio Ferreira pelo colegiado do STF pode facilitar a liberação de mais pessoas condenadas na Operação Lava Jato ou em outros processos já julgados.

A operação Lava Jato é reconhecida mundialmente como uma das maiores operações no combate à corrupção. Desde o início em 2014, 159 pessoas já foram condenadas e 13 bilhões de reais já foram devolvidos aos cofres públicos por meio de acordos de colaboração.