‘O Podemos será muito maior após as eleições’, diz Mario Covas, que concorre ao Senado

Oficializado candidato ao Senado, Mario Covas Neto foi uma das estrelas da Convenção Estadual do Podemos-SP, hoje na Assembleia Legislativa de São Paulo, que definiu os filiados do partido às eleições para deputado estadual e deputado federal. O presidenciável Alvaro Dias foi ovacionado no evento, que atraiu inúmeras personalidades políticas do Estado, destacando-se o governador Márcio França, que concorre à reeleição e conta com o apoio do Podemos.
Presidente nacional do Podemos, a deputada federal Renata Abreu abriu a solenidade agradecendo a Mario Covas, Alvaro Dias e a todos os demais integrantes da família Podemos: “As minorias de ontem serão as maiorias de hoje. Muitos desacreditavam, duvidavam e desaconselhavam o meu empenho para a realização deste sonho, mas vocês ajudaram a escrever as mais belas páginas de nossa política. Hoje, a nossa família cresceu, o Podemos é realidade, é forte e representa a grande renovação no sistema político nacional. E desse time aguerrido vão sair deputados estaduais e federais, um senador e o próximo presidente da República. Além do governador que nós apoiamos. Obrigada a todos vocês que sonharam comigo para essa realidade. Esse é o nosso Brasil, e por ele vamos lutar todos os dias para chegue à altura de todos nós, brasileiros.”
Presidente estadual do Podemos-SP, o anfitrião da festa estava emocionado. Oficializado candidato ao Senado, ele falou sobre o Podemos: “Meus amigos, a caminhada começa hoje. O Podemos será muito maior após as eleições, porque temos propostas de esperança e de atitude para construirmos um novo País”, discursou Mario Covas Neto, vereador paulistano em segundo mandato. “A Renata Abreu tem enorme capacidade de comandar esse crescimento. E tenho certeza que, ao final das eleições, seremos vitoriosos”, finalizou o filho do ex-governador Mario Covas.
Covas também enalteceu o presidenciável Alvaro Dias: “A força é seu compromisso, é seu discurso. O senador é honesto e experiente, é o que precisamos para levar o Brasil rumo ao crescimento. Nós vamos ganhar as eleições”.
Já o governador Márcio França fez questão de enaltecer a deputada Renata Abreu: “Ela é a grande revelação destas eleições. Se tem alguém desde já vitoriosa é Renata Abreu, que, com seu jeito e seu carisma, é exemplo para todas as mulheres. Não há alguém que tenha feito em São Paulo e no Brasil o que ela fez até aqui. Renata tem palavra, e, com ela, palavra dita jamais se volta atrás”.
Alvaro Dias também foi enaltecido pelo governador: “É valente, honesto, poucos conseguiriam chegar à altura que ele chegou na política, com altivez, perseverança e coragem idealista, que acredita na boa política, na política dos grandes homens”.
O ponto alto da convenção ficou para o final, com o discurso do presidenciável Alvaro Dias, que, efusivamente aplaudido, precisou esperar alguns minutos para iniciar a sua fala. “Muito obrigado pela força, pela energia e pela vibração”, agradeceu ele à plateia.
E o presidenciável prosseguiu: “Aqui se encontram os que acreditam na decência e na dignidade da política deste país. Os nossos sonhos e as nossas esperanças nos carregaram até aqui, nesta convenção histórica. E eu quero dizer que aqui se encontram os inconformados pelo atual momento do país, porque os conformados não querem mudança. Nós vamos em frente! Queremos derrubar o muro que separa uns dos outros, não queremos mais que essa esquizofrênica polêmica entre extrema esquerda e extrema direita prevaleça, infelicitando o povo brasileiro, porque o único muro que queremos é aquele que separa os honestos dos ladrões da República. E este muro tem que estar instalado nas penitenciárias deste país, para que possamos colocar os barões da corrupção atrás das grades, substituindo esse sistema corrupto e incompetente que é a causa maior dos problemas que o Brasil enfrenta.”
Também discursaram os deputados federais paulistas Marcelo Ortiz, Sinval Malheiros, Marco Feliciano e Roberto de Lucena. A Convenção Estadual do Podemos-SP foi prestigiada pelos presidentes do PRTB (Levy Fidelix), PHS (Laercio Benko), PSB (Jonas Donizete), dezenas de prefeitos, vereadores e deputados estaduais e federais.