Parlamentares do Podemos reagem a ataques contra Lava Jato

Parlamentares do Podemos criticam os ataques à Lava Jato, conhecida publicamente como a maior e mais longa ação de combate à corrupção que já existiu no Brasil. Tanto no Congresso, quanto pelas redes sociais, deputados e senadores do partido têm dado voz ao sentimento dos brasileiros na defesa da Operação.

Nesta semana, uma decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Edson Fachin, foi avaliada como positiva para a continuidade dos trabalhos da Lava Jato. Fachin revogou uma liminar do ministro Dias Toffoli que obrigava o compartilhamento de dados da força-tarefa com a Procuradoria Geral da República.

“Há uma reação contra as estocadas ao trabalho da Lava Jato. A decisão do ministro Fachin recoloca o trem nos trilhos e pode ser um freio de arrumação no caso”, aponta o líder do Podemos no Senado, Alvaro Dias.

Na avaliação do líder do Podemos na Câmara, deputado federal Léo Moraes (RO), a revogação “preserva” a Operação Lava Jato e os resultados já obtidos.

“É acertada a decisão do ministro Fachin, que preserva a Lava Jato de interferências e interesses políticos. O sucesso do trabalho dos procuradores se deve em boa parte à liberdade de atuação que sempre tiveram para investigar”, explica o parlamentar.

O senador Styvenson Valentim (RN) classifica a revogação como “correta e acertada”. Para o parlamentar, decisões contrárias são incompatíveis com o enfrentamento à corrupção.

“O conluio para acabar com a maior operação contra a corrupção que este país já viu, pelo visto, está se alastrando pelos Poderes. A quem interessa o fim da Lava Jato?”, questiona o parlamentar.

O deputado federal José Nelto (GO) afirma que o ministro ao revogar a divulgação de dados foi “sensato e responsável”. O parlamentar, por meio das redes sociais, reforça a necessidade de que todos continuem a defender a força-tarefa.

“Não vamos aceitar que a Lava Jato seja jogada no lixo”, assegura o deputado.