Podemos aciona PGR para manutenção da Força-tarefa da Lava Jato

Em ofício encaminhado à Procuradoria-geral da República, o Podemos pede que seja prorrogado o período de atuação da Força-tarefa da Lava Jato no Paraná. O documento é assinado pelos líderes do partido na Câmara e no Senado, Léo Moraes (RO) e Alvaro Dias (PR).

Renovada pela última vez em 2019, pelo prazo de um ano, a autorização para continuidade dos trabalhos está nas mãos do procurador-geral da República, Augusto Aras. A decisão será tomada no próximo mês, em setembro.

“Para nós, do Podemos, é fundamental que a Lava Jato continue avançando. Precisamos passar o Brasil a limpo. Muitos corruptos ainda precisam prestar contas ao País”, diz trecho do documento.

No ofício, o partido lembra também que que “a Força-tarefa, ao longo dos anos, foi sendo renovada de maneira inquestionável pelos ex-chefes da PGR”.

No último período, decisões do Poder Judiciário e declarações de autoridades têm sido interpretadas como uma tentativa de enfraquecer a Lava Jato e frear o combate à corrupção no país.

Na próxima semana, o Conselho Nacional do Ministério Público analisará um pedido de afastamento do procurador Deltan Dallagnol da Lava Jato.

“A Lava Jato precisa continuar seu trabalho sem limitações ou perseguições. A limpeza ainda não acabou”, conclui a nota do Podemos.