Podemos realiza grande ato de filiação no Mato Grosso do Sul; partido sinaliza que terá candidatura própria ao governo do Estado

Partido que mais cresce no Brasil, o Podemos anunciou 56 novas filiações de nomes importantes da política do estado do Mato Grosso do Sul. Em ato realizado na última quinta-feira (27), além de anunciar os novos filiados, o partido apresentou os membros da Executiva Estadual para o próximo período.

A presidente nacional do Podemos, deputada federal Renata Abreu (SP), esteve no ato de filiação e deu boas-vindas aos novos integrantes.

“Bem-vindos ao time, prefeito de Corumbá, Marcelo Iunes, e André Salineiro, ex-vereador de Campo Grande, nossos mais recentes integrantes do Podemos. Recebemos vocês de braços abertos”, afirma a deputada.

Com o ato o prefeito de Corumbá, Marcelo Iunes, deixa o PSDB e o ex-vereador André Salineiro, que em 2020, concorreu a vice-prefeito pelo Avante passam a fazer parte da sigla.

Iunes assume a 1ª vice-presidência da legenda. Em 2020, o Podemos elegeu 35 vereadores, três em Campo Grande e também e dois prefeitos nos municípios de Aparecida do Taboado e Santa Rita do Pardo.

Marcelo Iunes afirma que optou pelo Podemos por ser um partido que está em expansão e tem bom relacionamento nas tratativas com o governo. Além disso, o convite para assumir a vice-presidência Estadual colaborou com a escolha.

“O Podemos vem crescendo muito em número de filiados, é um dos que mais crescem no Estado”, justifica.

Na cerimônia, o Podemos também filiou o policial federal e ex-vereador de Campo Grande André Salineiro.

“Vejo no Podemos um partido que está tendo voz e representatividade em nível nacional e possui um potencial enorme de crescimento no MS. Concretizando minha ida, também terei autonomia e independência de posicionamentos”, frisa.

O encontro teve como destaque discussões sobre o pleito eleitoral de 2022. Segundo a presidente do partido, o Podemos deve disputar o governo do Estado e é necessário “buscar nome para compor projeto regional e fechar chapa proporcional” para disputa.

“Temos projeção de chapa de eleger quatro a cinco deputados estaduais com as novas lideranças que estão vindo, um federal pelo menos, e vamos ter um candidato ou candidata ao governo do Estado de Mato Grosso do Sul”, avalia Renata Abreu.

A direção estadual, que anteriormente foi comandada pela delegada aposentada e candidata à prefeitura da Capital em 2020, Sidnéia Tobias, passou para o secretário de estado de Governo e Gestão Estratégica, Sérgio Murilo.

Sidnéia Tobias assume o cargo de 2ª vice-presidente Estadual do Podemos no Mato Grosso do Sul e garante que o partido tem boas projeções para as disputas em 2022.

“Nosso partido foi um dos que mais cresceu na eleição passada. Tínhamos um vereador e saltamos para 35. O Podemos se tornou um referencial por seu crescimento, estamos montando 47 executivas municipais”, esclarece.

Entre os novos filiados estão Glaucia Iunes, ex-secretária do município de Corumbá; Joel Antônio Penha, idealizador do ABRA/Avança Brasil Afroempreendedor Empreendedor; Khristofer Willian Rizzo Lucio, ex-articulador da Subsecretária de Políticas para a Juventude.

Mulheres na política

A deputada federal Renata Abreu, relatora da Pec da Reforma Eleitoral, participou de encontro com lideranças do Podemos Mulher – MS e reforçou o trabalho para ampliar e garantir a participação feminina nas disputas eleitorais.

“Sempre incentivo às mulheres assumirem o protagonismo, precisamos delas na política”, garante a parlamentar.

Atualmente, o Podemos é a terceira maior bancada no Senado Federal e na Câmara conta com 10 deputados.