Podemos vota contra admissibilidade da PEC que dificulta prisão de parlamentares

A bancada do Podemos na Câmara votou contra a admissibilidade da PEC 03/21, que amplia a imunidade parlamentar, dificultando a prisão em flagrante de deputados e senadores. A matéria foi votada na noite desta quarta-feira (24) e acabou sendo aprovada pelo plenário por 304 votos a 157.

“O Podemos é o partido autor do fim do foro privilegiado e da prisão em segunda instância. Portanto, votamos contra essa PEC que cria uma série de imunidades materiais”, anunciou a presidente do partido, deputada federal Renata Abreu (SP).

A deputada ainda lembrou o fato de a PEC do fim do foro estar parada na Câmara há mais de 800 dias, enquanto a PEC 03/21 foi apresentada e levada à plenário em menos de 24 horas.

“É necessário votar essa PEC com tamanha rapidez”?, questionou.

Como se trata de uma Proposta de Emenda à Constituição são necessários 308 votos, em dois turnos. Votação do mérito da proposta deve ocorrer em sessão marcada para esta quinta-feira, a partir das 15 horas.

 

Crédito Foto: Najara Araujo/Câmara dos Deputados