Prefeito de Volta Redonda reserva a terça de Carnaval para fazer visitas surpresas

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva (Podemos-RJ), aproveitou o feriado de ontem, terça feira de Carnaval, e foi  conversar com frequentadores do Novo Parque Aquático e com pacientes do Hospital São João Batista. Ouviu críticas, pedidos, sugestões e elogios. O objetivo do prefeito foi fazer a avaliação da nova estrutura do parque, inaugurada há pouco mais de um mês depois de um investimento de R$ 500 mil. Já na entrada, o ouviu elogios quanto aos quesitos limpeza, segurança e atendimento dos funcionários. Entre essas observações, estavam a falta de opções na cantina e o número reduzido de mobiliários – cadeira, mesa e guarda sol.
“Quanto a cantina, vamos analisar o contrato de concessão. Sobre a aquisição de cadeiras e mesas, a compra já está prevista e há um processo de licitação em andamento. Precisamos agilizar”, disse Samuca.
Samuca Silva também esteve no Hospital São João Batista. “Como prefeito, tenho que acompanhar as duas realidades. Ver se o Novo Parque Aquático agrada a população na hora da diversão, mas tanto quanto ou até mais importante é saber de perto como está o atendimento na saúde pública.”, comentou.
Ele começou a visita pelo Pronto Socorro, passou pelas clínicas Médica e Cirúrgica, visitou a cozinha e o refeitório e conversou com pacientes e também com os funcionários.
No Pronto Socorro, foi questionado sobre o tempo e o fluxo no atendimento. Já nas clínicas ouviu elogios dos acompanhantes dos pacientes, mas também críticas sobre algumas questões pontuais.
O prefeito pediu aos funcionários um relatório sobre os problemas observados por eles no dia a dia do hospital. “Quero ouvir a opinião de quem trabalha diretamente com os pacientes. Quero conhecer os problemas como ar condicionado parado, cama quebrada. Temos que melhorar a infraestrutura do hospital para atender a população como ela merece”, que ouviu algumas críticas de mau atendimento . “Vamos apurar tudo. Não é admissível a população que paga seus impostos ser mal atendida, principalmente na saúde pública. Pelo que vi, a grande maioria cumpre bem o seu papel, mas quem não quer atender bem, aqui não vai ficar. Exijo respeito e um excelente atendimento à população”, avisou Samuca Silva.