Projeto de Igor Timo reduz taxas cobradas dos motoristas de aplicativos

O deputado Igor Timo, Podemos-MG, é o autor do projeto de lei 448/2019 que reduz a taxa cobrada aos motoristas de aplicativos de transporte individual para 10%. Atualmente, o percentual cobrado dos motoristas varia entre 25 a 40%. O projeto tramita na Comissão de Viação e  Transportes na Câmara dos Deputados e aguarda aprovação.

“O projeto foi apresentado para combater o uso abusivo das margens das empresas de aplicativo. Nós precisamos encontrar o equilíbro. Precisamos fazer justiça para que as empresas tenham, sim, sua margem de lucros, mas também que os motoristas tenham remuneração justa.”, destaca o deputado Igor Timo.

Para o parlamentar, o projeto reforça o compromisso do Podemos em proporcionar melhores condições de trabalho e a valorização do motorista de aplicativo.

“Entendemos que o valor cobrado é extremamente abusivo. Se você fizer o cálculo, dentro de um ano, as empresas lucram cerca de 20 a 40% a mais que os próprios motoristas que prestam o serviço.”, enfatiza o parlamentar.

Os aplicativos de transporte trouxeram nova realidade à mobilidade de milhões de brasileiros, e também estabeleceram a criação de novos postos de trabalho e geração de renda.

De acordo com a Associação de Motoristas Por Aplicativo do Brasil – AMPAB, atualmente, existem 600 mil motoristas de aplicativos cadastrados, que atendem cerca de 22 milhões usuários em todo o Brasil, em mais de 100 cidades em todo território nacional.