Queda nos homicídios é resultado da mudança de postura do governo, diz Elmano

Em pronunciamento no Plenário na sessão plenária desta segunda-feira (17/06), o senador Elmano Férrer comemorou a queda de 23% no número de homicídios no Brasil.  Para o senador do Podemos do Piauí, esses dados são resultado de mudança de postura do governo federal no combate à violência que assola o país.

Segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, todos os estados do país apresentaram redução no número de assassinatos no primeiro quadrimestre, se comparado com o mesmo período do ano passado. O Ceará, inclusive, disse Elmano, registrou quedas superiores a 50%.

“Esses dados demonstram o bom trabalho iniciado pelo ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro e representa o primeiro passo no longo caminho do restabelecimento da paz e da confiança do povo brasileiro”, disse o senador Elmano.

No seu discurso, o senador do Podemos enfatizou o segundo passo para a melhoria na segurança pública brasileira será dado quando o Congresso aprovar o pacote anticrime apresentado pelo ministro Sérgio Moro, e que tramita na Câmara dos Deputados. Para Elmano, essa é a medida mais importante que precisa ser tomada no combate à criminalidade, à impunidade e à corrupção.

“O pacote anticrime traz providências efetivas e eficazes contra o crime organizado e, por isso, conta com o maciço apoio popular. Essas medidas do pacote anticrime contam com o inequívoco apoio da população. Uma dessas providências é a ampliação do Banco Nacional de Perfis Genéticos, tema que foi objeto de projeto de lei de minha autoria, ou seja, o PLS 179, de 2018, em análise na CCJ desta Casa. Tal medida busca facilitar a identificação de criminosos e a resolução de crimes em que há vestígios biológicos, como os crimes sexuais. Outros pontos importantes do pacote anticrime são a normatização da prisão de condenados em segunda instância, medida que busca refrear a impunidade, que virou regra no Brasil, bem como o endurecimento do combate às organizações criminosas, aos crimes violentos e à grande corrupção”, afirmou o senador Elmano Férrer.

(com informações da Agência Senado)

Foto: Luiz Wolff