Senador Flávio Arns aponta reforma tributária como a mais importante a ser aprovada

O senador Flávio Arns (Podemos-PR) avalia que a reforma tributária deve ser aprovada com urgência. Para o parlamentar a medida já deveria ter sido discutida e votada.

“A reforma tributária é a mais importante para o Brasil. Deveria ter sido a primeira a ser buscada pela sociedade e pelo governo federal. Se nós olharmos as confusões que acontecem na área tributária, vamos ver que temos um estoque de R$ 5 trilhões em disputas judiciais, R$ 500 bilhões em incentivos e R$ 600 bilhões na sonegação”, argumenta o parlamentar.

Flávio Arns acredita que a reforma tributária possibilitará o direcionamento de parte desses valores para atendimento à setores essenciais à vida dos brasileiros.

“Se nós conseguíssemos uma solução para pelo menos 20% desses recursos, já seria suficiente, com sobras, para ajudar estados, municípios, auxílio emergencial, educação, infraestrutura. Então nós temos que nos debruçar sobre isso para que haja um sistema justo, adequado, que tribute menos da população que mais precisa, quer dizer, um reordenamento jurídico tranquilo e simplificado”, conclui o senador.

De acordo com dados site Impostômetro, em 2020, o brasileiro teve que trabalhar 151 dias por ano para pagar impostos.

Levantamento divulgado pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP), mostra que na última quarta-feira (19), os brasileiros já desembolsaram mais de R$ 1 trilhão em tributos que foram arrecadados desde o início do ano e pagos aos governos federal, estaduais e municipais.

Os presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e da Câmara, deputado federal Arthur Lira (PP-AL), devem se reunir na próxima segunda-feira (24) com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para discutir o fatiamento e o cronograma da reforma tributária.