Senadora Rose de Freitas defende que recursos economizados com a prática do teletrabalho sejam utilizados no combate ao coronavírus

A senadora Rose de Freitas (ES) apresentou projeto de lei que destina parte dos recursos economizados com a adoção do teletrabalho, nos Três Poderes da União, para o combate à Covid-19. De acordo com a proposta 7,5% do montante serão destinados a investimento na compra de vacinas.

“Se houve economia dentro do Legislativo como houve significativa em todos os setores defendo que esses recursos sejam destinados ao combate do coronavírus. Seja para equipar os hospitais, para comprar os medicamentos se necessário e para tratar da saúde da população brasileira”, explica a parlamentar.

De acordo com o texto da proposta, os recursos serão oriundos da redução de despesas como: aluguel, diárias, passagens, hospedagens, traslados, combustível e outros que possibilitavam o exercício da atividade presencial.

Fato confirmado pelo levantamento do Ministério da Economia, que mostra que somente no Poder Executivo nos últimos três meses houve economia de 75,2%, em relação ao mesmo período de 2019. Se somada a despesa nos três poderes da União por 5 meses a economia chega a R$1,2 bilhão.