Sinval Malheiros alerta para colapso e defende reajuste da tabela do SUS

A defasagem da tabela de remuneração de procedimentos do Sistema Único de Saúde (SUS) aplicável aos hospitais filantrópicos e o contingenciamento de recursos da União para o setor são assuntos que têm gerado muita preocupação ao médico e deputado federal, Dr. Sinval Malheiros (Podemos – SP).
Em Requerimento protocolizado na Câmara Federal e direcionado ao ministro da Saúde, Ricardo Barros, Malheiros chama a atenção para a situação de “colapso” em que se encontram os hospitais filantrópicos e defende o reajuste como solução para o problema.
“Em 2015, o Conselho Federal de Medicina realizou levantamento em que apontou que, de 2009 a 2015, havia procedimentos com defasagem do valor pago pelo SUS em até 434%, em comparação com índices de inflação oficial”, afirma o parlamentar em trecho do requerimento, acrescentando que a situação atual é insustentável.
“Essa defasagem justifica a crise pela qual passam as Santas Casas, com dívidas que ultrapassam a casa de R$ 21 bilhões de reais”, acrescenta, reforçando que “o reajuste da Tabela de Procedimentos dos valores pagos às entidades filantrópicas que atuam na saúde pública é a única forma de preservar a própria continuidade desses serviços fundamentais”.
Com a Saúde Pública como prioridade de mandato, o médico e deputado federal tem sido um dos maiores apoiadores das instituições hospitalares do Brasil. Ao longo de seu exercício público, vem lutando incansavelmente para possibilitar melhores condições a hospitais com o repasse de verbas e emendas, garantindo, assim, um atendimento mais digno, humanizado e com mais recursos à sociedade.
Dr. Sinval é representante de São Paulo na Frente Parlamentar de Apoio às Santas Casas e tem trabalhado muito para fazer valer o seu lema: “Cuidar das Cidades é Cuidar das Pessoas”.