Com apenas 1 ano de existência, Podemos trabalha firme para mudar o Brasil

 
O Podemos é um partido movimento que surgiu como resposta aos brasileiros cansados de não serem representados na política. Diferentemente dos demais partidos, o Podemos defende causas, e para representar essa luta escolheu o nome de Alvaro Dias para ser o seu líder e exemplo na luta contra a corrupção, falta de emprego, insegurança e a falta de participação da população.
O partido, presidido pela deputada federal Renata Abreu (SP), surgiu em junho de 2017, da refundação do PTN, que em 1960 elegeu Jânio Quadros presidente. Mais que um partido, mais do que centrado em uma ideologia, o Podemos faz parte de uma linha internacional que defende ouvir as ruas, defender causas e, junto com a população, decidir o futuro da Nação. Um modelo que deixa para trás a antiga disputa entre esquerda e direita e opta por ir para frente, para a cada dia dividir mais as decisões do País com os cidadãos.
Segundo a presidente, o Podemos é a resposta à geração que entende que não é o jovem que não quer saber da política, mas é essa política que não sabe conversar com o jovem. “Somos parte dessa sociedade que hoje se mobiliza através de causas relacionadas ao seu cotidiano, ao contrário dos partidos políticos estagnados em modelos ultrapassados que buscam apenas se manter no poder. O Podemos é uma opção à essa grande maioria de brasileiros que não tem preferência por partido, que não acredita nos velhos partidos e nem na velha política.”
Para tornar seu sonho possível, o Podemos se organiza em causas, defendendo, ao lado de Alvaro Dias, um novo sistema político para o País. Suas propostas, projetos e iniciativas buscam, com mais transparência, mais participação e mais democracia direta, um Brasil melhor para a população.
 
Principais propostas do Podemos

  1. Fim do Foro Privilegiado
  2. Transparência nas contas e contratos públicos
  3. Garantir a prisão após segunda instância
  4. Incluir plebiscitos e referendos a cada eleição
  5. Fim do voto obrigatório no país
  6. Recall para os maus políticos e autoridades
  7. Realizar auditoria na dívida externa
  8. População orienta o voto dos seus deputados
  9. Acesso à internet como direito de todo brasileiro
  10. Defender em causas o interesse da população

 
Para o partido, o povo brasileiro está cansado de não se sentir representado e ter de pagar a conta. Em entrevistas, dirigentes do Podemos reforçam que o descaso com o bem público colocou o país no buraco. Para o Podemos, que escuta as ruas, a população precisa voltar a ser representada, a ser defendida em causas e decidir, em conjunto, qual o futuro que queremos para o País. Foi assim se tornou o partido que mais cresceu no Congresso na atual legislatura, que não tem nenhum membro investigado pela Lava Jato, o único que expulsou corruptos, que defende mais democracia e escolhe um nome como o de Alvaro Dias, que tem a coragem que o país precisa para mudar de verdade a Nação. “Se com os outros partidos teremos mais do mesmo, aqui, nós Podemos sim mudar o Brasil”, reforça a presidente Renata Abreu.
 
O que chama a atenção no Podemos
Em apenas um ano de existência, o Podemos se destacou pelo forte crescimento, posicionamento politico contrário ao governo e lançou nomes de peso às eleições deste 2018, como o senador Romário ao Governo do Estado do Rio Janeiro, o vereador Mario Covas Netos ao Senado por São Paulo e o senador Alvaro Dias à Presidência da República.
Entre os fatos mais marcantes do partido: 1. Expulsou deputados investigados por corrupção; 2. Ampliou de 4 para 17 deputados e 5 senadores; 3. Propõe acesso à internet como direito universal; 3. Recusou cargos e ministérios no governo Temer; 4. Defende causas como o Fim do Foro Privilegiado; 4. O único a fazer votações populares online para decidir votos; 5. Lidera a disputa para governador do RJ; 6. Tem Alvaro Dias como pré-candidato a presidente do Brasil.
O partido, que acredita ser possível fazer uma política diferente e mudar o País, defende que, com políticas de mais transparência, mais participação e dividindo a decisão com a população, pode-se mudar o sistema político do Brasil. “Seja com uma causa nas ruas, novas leis no Congresso, tecnologia para o cidadão votar do seu celular ou com um nome como Alvaro Dias, exemplo e competência e honestidade, para a Presidência da República, vamos gradualmente acabar com a velha política, banir privilégios e substituir o atual sistema marcado pela corrupção e incompetência. Em 10 anos, podemos deixar para trás um País marcado por corruptos, para seremos uma Nação mais correta, justa e transparente, que represente a vontade da população”, finaliza a presidente Renata Abreu.